Bombardeamento de Dresden

Da Metapedia

Dresden após o bombardeamento.

O Bombardeamento (ou bombardeio) de Dresden também conhecido por Massacre de Dresden foi um crime cometido pelos aliados e ocorreu entre 13 de fevereiro e 15 de fevereiro de 1945 quando a Royal Air Force (RAF) e a United States Army Air Force (USAAF) lançaram mais de 3.900 toneladas de bombas explosivas e incendiarias contra a cidade de Dresden, na Alemanha. O incendio resultante causou a destruição de 39 km2 do centro da cidade e de 12.000 edifícios. No momento do bombardeamento, Dresden abrigava cerca de 600.000 moradores e mais 600.000 refugiados vindos desde o leste em consequência do avanço soviético. Este acontecimento pode ser considerado um Holocausto, já em grego o termo significa "queimado completamente". No dia 14 de fevereiro, simultaneamente com este bombardeamento, foi bombardeada também Praga, que está distante cerca de 120 km de Dresden e segundo a versão estadunidense foi resultado de um erro de navegação.

Atualmente, a República Federal da Alemanha, alinhada com Israel e com os Estados Unidos da América, reconhece um número de vítimas bem inferior ao número real. Durante o período em que Dresden fazia parte da República Democrática Alemã (Alemanha Oreintal), a propaganda comunista alegava que o bombardeamento foi causado pelos aliados ocidentais capitalistas com o propósito de deixar à União Soviética uma Alemanha Oriental mais enfraquecida.

Ver também

Literatura

Ligações externas

Ferramentas pessoais
Noutras línguas